O GRUPO CENA 11 CIA. DE DANÇA desenvolve e compartilha ferramentas técnicas fundamentadas nas relações entre corpo, ambiente, sujeito e objeto como variáveis de um mesmo sistema vivo que existe enquanto dança. Seus projetos de pesquisa e formação confluem teoria e prática no entendimento de dança e atravessam as definições de corpo tratando tecnologia como extensão e expansão do corpo propriamente dito. A Companhia surgiu e é radicada na cidade de Florianópolis - SC e atua há 22 anos na produção artística de dança tendo se tornado referência nacional e internacional da àrea. Um núcleo de criação com formação em várias áreas compõe a base para uma produção artística em que a ideia precisa ganhar expansão num corpo e se organizar como dança. O grupo propõe através de um elenco estável a organização coletiva através das singularidades do elenco. Nos últimos anos, com os espetáculos “Skinnerbox” (2005) e “Pequenas frestas de ficção sobre realidade insistente” (2007), o Grupo propôs que sua produção coreográfica fosse tratada como um processo em constante desenvolvimento, tendo como patamares de estabilidade as formulações artísticas que leva a público. Em 2008, com o Projeto de Intercâmbio entre o Grupo Cena 11 (Brasil – Santa Catarina) e Impure Company (Noruega) as formas de criação e pesquisa da companhia passaram a considerar efetivamente em sua dinâmica as experiências trocadas com grupos do Exterior e do Brasil, formulando produtos de composição em contínuo desenvolvimento. Esta trajetória de pesquisa recebeu do Ministério da Cultura e Governo Federal a Ordem do Mérito Cultural 2014. Foi premiada pela APCA (Associação Paulista de críticos de dança) por 4 vezes - 2014, 2012, 2007,1997 - e também pelo Prêmio Bravo, Prêmio Sérgio Motta de Arte e Tecnologia, Transmídia Itaú Cultural, Bolsa Vitae e Rumos Itaú Cultural. O objeto de pesquisa central do Grupo Cena 11 é o modo de controle do corpo, este definido como sujeito e objeto dele mesmo através do movimento. É na dança que a Cia. propõe que as questões sejam desenvolvidas e que sejam propostas novas perguntas. Neste momento as definições de corpo, dança e coreografia desenvolvem investigações sobre convívio, diferença, vestígio e continuidade. Como continuar habilitando o corpo a ser um coletivo. Não um conjunto de individualidades, mas um individuo de coletividade. Um corpo impossível de se compreender a sós.

 

 

As produções da companhia são: Respostas sobre Dor (1994); O Novo Cangaço (1996); In’Perfeito (1997) - Prêmio APCA por Melhor Concepção Cênica; A Carne dos Vencidos no Verbo dos Anjos (1998); Violência (2000); Projeto SKR (2002); SKINNERBOX (2005); Pequenas frestas de ficção sobre realidade insistente (2007) - Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia / Prêmio Bravo! Prime de Cultura, Melhor Espetáculo de Dança / Prêmio APCA de Pesquisa em Dança; Embodied Voodoo Game (2009); Guia de ideias correlatas (2009); SIM< Ações integradas de consentimento para ocupação e resistência (2010); Carta de amor ao inimigo (2012) - Prêmio APCA por Trajetória de Pesquisa em Dança; “Sobre expectativas e promessas” (2013); Monotonia de Aproximação e Fuga para 7 Corpos (2014)- Prêmio APCA por Melhor Criação em Dança e Protocolo Elefante.

 
 
 

Criações

 

Rui & Laura - Something Great

Difusão internacional

+49 176 45 88 78 11 rui@somethinggreat.de laura@somethinggreat.de