Pequenas frestas de ficção sobre realidade insistente

Small Cracks of Fiction Over Insisting Reality

2007

Direção e coreografia: Alejandro Ahmed

Natureza, cultura, realidade e ficção:

 

“Pequenas frestas de ficção sobre realidade insistente” é uma fábula feita da colagem de ações, objetos, corpos, imagens e movimentos que se fortalecem das características que as definem para ganharem novos significados ao se inter-relacionarem. 

 

Um músculo cansado, respirações ofegantes, peso do corpo, força bruta, vestígios de dança, um espantalho, um brinquedo, um soldado de chumbo, cavalos, expectativas, caixinhas de música, memória, tempo dilatado, saudades, o velho, vingança, liberdade e realidade. Um conto.

 

O corpo procura parceiros para sua dança. A dança procura meios para perceber-se real. Ficção e realidade intercalam seus lugares e assim contam histórias. Peso e desequilíbrio como recurso de anti-vaidade, a autoria da ação divide assinaturas entre gravidade, ossos, músculos, cérebros e espectadores.

 

Dança como vestígio. Dança para não ter poder. Tempo para entendermos o tempo.

 

 

O espetáculo “Pequenas Frestas de Ficção Sobre Realidade Insistente” teve sua pré-estréia em Florianópolis no Teatro Ademir Rosa, dia 07 de novembro de 2006.

Estreou em São Paulo, dia 18 de maio de 2007 no SESC Pinheiros.

Recebeu os Prêmios: Bravo! Prime de Cultura 2007, o Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia, e o de melhor pesquisa em Dança da Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) 2007.

Artistic Direction and Choreography: Alejandro Ahmed

Nature, culture, reality and fiction. 

 

Small Cracks of Fiction Over Insisting Reality is a fable made from a collage of actions, objects, bodies, and images in movement, that grow stronger from the features that define them onto reaching new meanings whilst in relation. 

 

A tired muscle, heavy breathing, the weight of the body, brute force, traces of dance, a scarecrow, a toy, a toy soldier, horses, expectations, tiny music boxes, memories, dilated time, longing, the old, revenge, freedom and reality. A tale. 

 

Thebody looks for partners for its dance. The dance seeks ways to perceive itself as real. Fiction and reality interlayer its places and by doing so, tell tales. 

Weight and losing balance as a resource for anti-vanity, the authorship of creation is divided between gravity, bones, muscle, brains, and audience. 

 

Dance as trace, dance for having no power over anything. Time in order to understand time. 


Small Cracks of Fiction Over Insisting Reality had its preview in Florianopolis' Ademir Rosa Theatre, 07 November 2006. It had its premiere in Sao Paulo, 18 May 2007 in SESC Pinheiros.

Small Cracks of Fiction Over Insisting Reality was awarded  Bravo! Prime de Cultura 2007 prize, Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia prize, and 'best research in dance' prize from the Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA), in 2007.

P1090372.JPG

Fotos: Gilson Camargo

Imagem 430.jpg
Imagem 441.jpg
Imagem 454.jpg
Imagem 471.jpg
Imagem 746.jpg
Imagem 579.jpg
Imagem 681.jpg
Imagem 783.jpg
Imagem 759.jpg
Imagem 565.jpg
Imagem 716.jpg
Imagem 916.jpg
Imagem 481.jpg