Protocolo Elefante

2015

Com início da pesquisa em dezembro de 2014, Protocolo Elefante é a peça coreográfica que conclui o Projeto homônimo do Grupo Cena 11.

 

O Grupo Cena 11 evoca, em Protocolo Elefante, um requiem-nascimento na tensão entre o esquecimento e novos futuros. Uma quietude cheia de gente, que insiste em perguntar: Porque continuar?

Protocolo Elefante investiga na ação de afastamento e isolamento do elefante na iminência de sua morte uma metáfora de separação e exílio. Um questionamento sobre o modo como fatores contidos no ambiente ao qual pertencemos (pessoas, comportamentos, línguas, afetos, objetos e dispositivos relacionais de convívio) são afetados quando migramos a sós para um contexto diverso e distante destas familiaridades e simetrias do pertencer. O acionamento do sentimento de falta, produzido por este encontro assimétrico de identidades, é um importante objeto condutor para algumas perguntas chave que conduziram a pesquisa: O que é pertencer ou necessidade de pertencimento? Qual é a nossa definição de identidade?

Protocolo Elefante é um ritual de descontinuidade e vestígio, é entender identidade como entropia. É propor um Grupo compartilhando a solidão que nos define.

 

Ficha técnica

Criação, Direção e Coreografia: Alejandro Ahmed

Criação e Performance: Aline Blasius, Edú Reis Neto, Hedra Rockenbach, Jussara Belchior, Karin Serafin, Marcos Klann, Mariana Romagnani e Natascha Zacheo

Direção de trilha, iluminação e Performance: Hedra Rockenbach

Assistência de Criação: Mariana Romagnani

Direção de Figurino e assistência de direção: Karin Serafin

Assistência de ensaio e preparação técnica: Malu Rabelo

Artistas convidados etapa espelho: Wagner Schwartz, Michelle Moura e Eduardo Fukushima.

Produção: Gabi Gonçalves

Elementos de cena: Roberto Gorgatti

Sede e Preparação Técnica: Jurerê Sports Center

Solilóquio: Alejandro Ahmed, Aline Blasius, Anderson do Carmo, Edú Reis Neto, Hedra Rockenbach, Jussara Belchior, Karin Serafin, Malu Rabelo, Marcos Klann e Mariana Romagnani.

Livro Rumor: Pedro Franz e Grupo Cena 11

Artista convidada Solilóquio/2015 e Residência Vestígio e continuidade 2016: Priscilla Menezes.

Design Gráfico: BALACLAVA Studio.

Residência Vestígio e Continuidade: Bienal SESC de Dança 2015. SESC Consolação 2016.

Projeto Selecionado RUMOS ITAÚ CULTURAL

Este projeto foi contemplado pelo Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2014 Projeto realizado com o apoio do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Fundação Catarinense de Cultura, FUNCULTURAL e Edital Elisabete Anderele/2014

Clipagem: